Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Milão: primeira floresta vertical do mundo

por Mäyjo, em 31.10.14

milao_5

À primeira vista, o projecto pode parecer ambicioso de mais para ser concretizado. Porém, a primeira floresta vertical do mundo já foi inaugura este mês.

Localizada em Milão, a Bosco Verticale é um projecto do Boeri Studio destinado a dar uma resposta ao desafio de como tornar as cidades mais verdes ao mesmo tempo que suportam uma densidade populacional ainda maior. 

Comparando com terreno plano, as duas torres de apartamentos têm capacidade para albergar cerca de 10 mil metros quadrados de floresta, incluindo 480 árvores de médio grande porte, 250 árvores de pequeno porte, 11 mil arbustos rasteiros e cinco mil arbustos. As plantas vão ser regadas através de um sistema de reutilização das águas das habitações e a energia será fornecida por painéis fotovoltaicos, refere o Inhabitat.

Em termos de população, cada torre suporta a população equivalente a uma área de habitações unifamiliares de quase 50 mil metros quadrados. O apartamento mais pequeno tem 65 metros quadrados e um pequeno terraço no meio da floresta. O apartamento maior tem cerca de 450 metros quadrados, com um terraço de 80 metros quadros.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:22

Louça que se lava sozinha pode poupar milhares de litros de água desperdiçada

por Mäyjo, em 31.10.14

Louça que se lava sozinha pode poupar milhares de litros de água desperdiçada (com FOTOS)

Lavar a louça pode, em breve, ser uma tarefa do passado. Um atelier de designers suecos,Tomorrow Machine, desenvolveu louça que se lava sozinha. Assim, além de não ter de lavar todos os dias a louça, poupa milhares de litros de água por ano e, não menos importante, na factura da água.

Estes designers desenvolveram uma linha de louça e cobriram-na com uma camada impermeabilizante, que faz com que a comida não adira ao recipiente. Para o limpar, basta verter os restos para o lixo e a louça fica novamente limpa, refere o Inhabitat.

Para desenvolver esta louça que se lava sozinha, o ateliê Tomorrow Machine trabalhou com os investigadores do KTH Royal Institute of Technology, em Estocolmo. A camada impermeabilizante é feita de cera dissolvida a alta pressão e temperatura, que repele a água, gorduras e outras sujidades. A tecnologia permite ainda poupar electricidade –para limpar a gordura da louça, é normalmente necessário água quente – e detergente.

A ideia surgiu quando a equipa foi desafiada pela Federação Sueca das Indústrias Florestais a conceber um produto futurístico a partir da celulose extraída das árvores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10

Transgénicos: a destruição da biodiversidade e da soberania

por Mäyjo, em 31.10.14
Imagem obtida aqui
No Ano Internacional da Agricultura Familiar (e sempre), é preciso ajudar as pessoas a perceberem a destruição que os transgénicos causam à agricultura familiar, à biodiversidade e à soberania alimentar. A "Segunda Revolução Verde", como lhe chama Vandana Shiva (no vídeo), liderada pela ambiciosa e perigosa multinacional Monsanto, é a antítese da agricultura familiar.
 
A ONU já comprovou que a agricultura familiar é a única que pode fazer frente à pobreza. Por outro lado, a agricultura dos transgénicos e dos agroquímicos irá agravar o fosso entre ricos e pobres, acabar com a soberania alimentar dos povos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:05

O Mar Aral

por Mäyjo, em 31.10.14

O Mar de Aral, com uma área de aproximadamente 68 mil quilómetros quadrados, era considerado (até pouco tempo atrás) o quarto maior lago do mundo. Contudo, essa realidade mudou de forma drástica e tudo o que resta hoje nessa área da Ásia Central, entre as fronteiras do Cazaquistão e do Uzbequistão, é um deserto tóxico.

A tragédia ecológica começou na década de 1960, quando a água dos grandes rios que alimentavam a bacia lacustre foi desviada com o objetivo de irrigar milhões de hectares de algodão. A NASA documentou durante os últimos 14 anos uma série de fotografias de satélites que evidenciam a extinção de qualquer rastro de água sobre o que foi uma vez o grande Mar de Aral. Para evidenciar essa realidade irreversível, foram divulgadas duas imagens, uma correspondente ao dia 19 de agosto de 2014, e outra de 25 de setembro de 2000.

a.jpg

aa.jpg

 

 Fonte: El Universal  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19

Telhados brancos podem ajudar na luta contra alterações climáticas? Depende.

por Mäyjo, em 31.10.14

Os telhados pintados de branco podem ajudar na luta contra as alterações climáticas? E os telhados verdes? Um trabalho publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences abordou estes dois temas e a resposta, curiosamente, é a mesma: depende da região onde eles se encontram.

O estudo foi desenvolvido nos Estados Unidos e explicou, por exemplo, que este tipo de telhados não produzem muitos efeitos no norte do País – mas funcionam no sul. Por outro lado, e no que toca especificamente aos telhados pintados de branco, eles conseguem melhores resultados na Flórida, no sudeste, que na Califórnia, no Pacífico.

De acordo com Matei Georgescu, cientista da sustentabilidade na Universidade Estadual do Arizona e principal autor do estudo, os telhados são importantes principalmente em áreas urbanas, aquecidas pelo asfalto.

Um exemplo são os telhados verdes nova-iorquinos, uma das grandes tendências de sustentabilidade da cidade e que ajudaram a diminuir a utilização de ar-condicionado.

O trabalho utilizou modelos do clima para examinar seis megalópoles. “O nosso estudo mostra que a geografia importa”, afirmou Georgescu. No caso das cidades do norte, a economia de energia pelo uso de menos eletricidade no Verão é anulada pela exigência de aquecimento no Inverno.

“A avaliação de consequências que se estendem para além das temperaturas próximas de superfície, como precipitação e procura de energia, revela factores importantes que por vezes não são levados em conta”, concluíram os pesquisadores, de acordo com a Nature World News.

Foto:  Walmart Corporate / Creative Commons

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59

Territórios extra europeus

por Mäyjo, em 31.10.14

Alguns países europeus não têm apenas territórios no continente europeu. Existem vários territórios extra europeus pertencentes a Estados da Europa.

 

Eis alguns deles:

Gronelândia é uma nação constituinte autónoma do Reino da Dinamarca, cujo território ocupa a ilha homónima, considerada a maior do mundo, além de diversas ilhas vizinhas, ao largo da costa nordeste da América do Norte.

Gronelândia.JPG

Saint-Pierre e Miquelon  é um pequeno território francês com 242 km² situado a sul da ilha canadiana da Terra Nova, na América do Norte

Saint Pierre e Miquelon.jpgSaint-Pierre-and-Miquelon.jpg

Turks e Caicos, são um território britânico ultramarino dependente do Reino Unido, localizadas no Mar das Caraíbas , e compostas por dois grupos de ilhas tropicais do arquipélago Lucaiano: as ilhas Caicos (maiores) e as ilhas Turcas (menores).

tccarib.gifTurk and Caicos.jpg

airport-strip.jpeg

Anguilla  é um território britânico ultramarino nas Caraíbas, que compreende a Ilha de Anguilla e algumas ilhotas próximas.

anguilla (2).jpgAnguilla.jpg 

As Ilhas Virgens Britânicas são territórios britânicos ultramarinos nas Caraíbas, que corresponde à metade oriental das Ilhas Virgens.

Ilhas Virgens.pngilhas brit.jpg

Montserrat é uma ilha das Caraíbas que se constitui como um território ultramarino do Reino Unido. Situa-se nas ilhas de Barlavento, parte da cadeia insular das Pequenas Antilhas, nas Índias Ocidentais.

Montserrat.jpgImg18282008_232818.jpg

As ilhas Bermudas, em geral designadas por Bermuda, são territórios britânicos ultramarinos localizadas no Oceano Atlântico, constituídas por uma ilha principal e um conjunto de pequenas ilhas separadas por estreitos canais, hoje ligadas por pontes rodoviárias. 

bermuda.gifBermudas.jpg

Ilhas Caimão são um território britânico nos Mar das Caraíbas, a sul de Cuba. 

Caimão (mapa).jpgCaimão.jpg

As  Antilhas Holandesas foram um território autónomo holandês das Caraíbas formado por dois grupos de ilhas.

abc-map-1.jpgAntilhas Holandesas - Curaçao.jpg

Guiana Francesa é um departamento ultramarino da França  na costa atlântica da América do Sul (é o principal território da União Europeia no continente). 

Guinana Francesa.jpgFrench Guiana (overview).jpg

Wallis e Futuna é uma coletividade de ultramar da França, situada a leste da Austrália, no oceano Pacífico. 

Wallis e Futuna.jpgWallis-and-Futuna.jpg

Nova Caledónia é um arquipélago da Oceânia situado na Melanésia — alguns graus a norte do Trópico de Capricórnio. Trata-se de uma comunidade anexado à França e não um território de ultramar.

nova-caledonia.gifA terra vista do céu 17_thumb[6].jpg

 

Polinésia Francesa é um território da Polinésia dependente da França, com o estatuto de coletividade de ultramar. 

images.jpgPolinésia-Francesa.jpg

As Ilhas Pitcairn  são territórios britânicos ultramarinos na Polinésia.

pitcairn2.gifPrimeira vista de Henderson Island. Costa noroeste

As  Ilhas Falkland  são um território britânico ultramarino com elevada autonomia administrativa, situado no Atlântico Sul.

Ilhas Falkland.jpgFalkland.jpg

 Reunião é um departamento francês no Oceano Índico, localizado a leste de Madagáscar. 

 image008.jpg007941-03-property-Aerial-sea-view.jpg

As Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul é um território disputado (sob administração britânica, mas reivindicada pela Argentina), localizado no sul do Oceano Atlântico. 

Georgia do sul.gif511.jpg

Sandwich.1.jpg Sandwich.jpgGeorgia do sul.jpg

Santa Helena é o principal componente do território britânico ultramarino de Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha, localizado praticamente a meio do Atlântico Sul, mas geralmente englobada nos territórios africanos por se encontrar mais perto de África do que da América do Sul. 

Santa Helena.pngsthelena.jpg

Mayotte  um departamento francês entre o Oceano Índico e o Canal de Moçambique, no Arquipélago das Comores, do qual é a ilha mais oriental. 

Mayotte_b.jpgMayotte.png

Mayotte.jpg

Martinica é um departamento ultramarino insular francês nas Caraíbas, com fronteiras marítimas com a Dominica a noroeste e com Santa Lúcia a sul. 

Dominica_Guadeloupe_Martinique_Political.jpgMartinica.jpg

guadalupe.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:51

A natureza falando: A floresta das chuvas

por Mäyjo, em 31.10.14

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:33

Mar de Aral: quarto maior lago do mundo está quase seco

por Mäyjo, em 30.10.14

Mar de Aral: quarto maior lago do mundo está quase seco (com FOTOS)

Localizado entre o Cazaquistão e o Uzbequistão, o Mar de Aral, que na verdade é um lago de água salgada – e foi outrora o quarto maior do mundo -, está quase seco. Uma série de imagens divulgadas pela NASA revelam que o lago quase desapareceu desde 2000.

Contudo, e ao contrário do que acontece com outros lagos, esta não é uma consequência do aquecimento global, mas sim de um programa soviético de desvio de água implementado no início do século XX e acelerado nos anos 1960.

O lago era alimentado pelos rios Syr Darya e Amu Darya, antes do regime soviético os desviar no início do século passado para irrigar as zonas áridas do Cazaquistão, Turquemenistão e Uzbequistão. Na década de 1960, o desvio intensificou-se e, desde então, o volume de água presente no lago começou a diminuir.

Tudo aparenta que o reservatório está destinado a desaparecer completamente, o que vai acarretar consequências desastrosas para as comunidades que dele dependem. Com a diminuição de água, o lago tornou-se ainda demasiado salgado e poluído para suportar a vida dos animais marinhos nativos.

Os cientistas estimam que o que resta agora do lago corresponda apenas a 10% do tamanho original. O tempo seco desde ano agravou a situação do Mar de Aral e provocou a seca completa, pela primeira vez na história, do lobo leste da porção sul do lago.

Numa tentativa de salvar o que resta da porção norte do lago, foi construído em 2005 um dique. Desde então, o nível da água voltou a aumentar na região norte do mar. Esta porção do lago é alimentada com as águas do Rio Sur Darya, que vem das montanhas do Quirguistão e do Uzbequistão.

aral-8

aral-9

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:05

Península de Kola

por Mäyjo, em 29.10.14

Para os meus alunos aqui fica uma imagem de mais uma península da Europa - a Península de Kola.
Situa-se no extremo norte da Rússia Europeia, junto à fronteira com a Finlândia. É limitada a norte pelo Mar de Barents e a sul e este pelo Mar Branco, cobrindo uma superfície aproximada de 100 000 km².

Frosty night, Kola, Russia.jpg

Noite gelada, Kola, Russia

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:47

MARES POLUÍDOS

por Mäyjo, em 28.10.14

As áreas mais profundas dos oceanos recebem os produtos químicos mais persistentes. Mas esta permanência demorada significa que a vida marinha fica exposta a estes produtos por mais tempo.

O mar não elimina, acumula e pode matar.

MARES POLUÍDOS

No século assado lançámos mais detritos do que nunca nos mares e oceanos. A maior parte desses detritos vão da terra para os rios ou são levados para pelos ventos.

As águas dos mares pouco profundas são as mais prejudicadas. Tais águas, fortemente poluídas, incluem o mar Báltico, o Mediterrâneo, sectores do mar Negro, do mar das Caraíbas e do golfo de Bengala onde já morreram peixes e crustáceos.

 

LAMBERT, D. — Planeta Terra, Edições(adaptado)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59

Pág. 1/6



Este blog disponibiliza informação com utilidade para quem se interessa por Geografia. Pode também ajudar alunos que por vezes andam por aí desesperados em vésperas de teste, e não só, sem saber o que fazer...

Mais sobre mim

foto do autor


Siga-nos no Facebook

Geografando no Facebook

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D